Back to Top
site 7132   hyhy

Saúde

 A Praça Rui Barbosa foi o palco da segunda edição da Feira Municipal de Educação e Promoção de Saúde. A iniciativa é da Secretaria Municipal da Saúde em parceria com o Departamento de Cultura, Vigilância Sanitária, Odontologia, DST/Aids, Nutrição/PAM, CAPS, CRAS, NUMESC, Rede de Atenção Básica da Saúde da SMS, Hospital Montenegro, Escola Profissional de Enfermagem Schwester Emmy, Sesc, Unisc, Samu, Instituto Embeleze, Mercado do Artesanato, Crer São Francisco e Crer Santa Clara, Emater e Brique na Estação.


 O evento tem como objetivo despertar a atenção da comunidade sobre a necessidade de promover a saúde através da prevenção e não apenas tratar o problema quando já instalada a doença. Ao longo da semana serão realizadas outras atividades com o mesmo propósito: levar a população informações e orientações relativas à saúde.


 Além das orientações para a comunidade, o evento conta com serviços como corte de cabelo, promovido pelo Instituto Embeleze, medição de pressão arterial e HGT, através do Hospital Montenegro, comercialização de artesanatos, com Brique na Estação e Mercado do Artesanato

 Segundo a Coordenadora do Setor de Nutrição Dietética do Hospital Montenegro Daniela Couto, a nutrição está diretamente relacionada ao processo de melhoria dos pacientes. Por isso é importante tratar o assunto com a atenção que ele merece.


 Há cinco anos o HM vem investindo na qualificação do setor de nutrição.Conforme Daniela, nesse período houve aumento, de dois para quatro profissionais, no quadro da área de nutrição. Além disso, melhorou-se a terapia nutricional, com a implementação de dietas específicas para tratar variadas patologias.


 Visando mostrar as mudanças e promover a troca de experiência entre colaboradores da casa de saúde, e convidados externos, como por exemplo, outros nutricionistas, o HM promove de 24 a 28 deste mês a 1ª Semana da Nutrição. Ao longo da semana serão promovidas palestras tendo como tema central a nutrição.


  Segundo o Diretor Técnico do hospital, Doutor Fabrício Fonseca, a intenção é difundir o trabalho realizado por um setor considerado de grande importância no cuidado global ao paciente. “Isso vem ao encontro do que o Hospital Montenegro está tentando fazer nos últimos anos, que é melhorar sua qualidade existencial e profissionalizar cada vez mais sua assistência ao paciente”, ressalta.

 Em casos de Acidente Vascular Cerebral (AVC), a celeridade no atendimento é fundamental para evitar que as sequelas no paciente sejam mais graves ou culminem com a perda de uma vida. O Diretor Administrativo do Hospital Montenegro, Carlos Batista da Silveira, sabe bem disso.


 Há 49 anos Carlos perdeu o pai, no hospital onde hoje trabalha, vítima de AVC. A morte da mãe dele também se deu por conta da doença. Mas o tempo passou e no dia do aniversário de morte de seu pai, 23 de setembro de 2016, o gestor soube da publicação do Ministério da Saúde, no Diário Oficial da União, que possibilita ao HM aderir ao protocolo de atendimento à AVC. A notícia foi recebida com alegria, pois, para ele representa a possibilidade de salvar vidas.


 Na próxima segunda-feira, 10, o HM começa a colocar em prática os atendimentos, sem precisar transferir os pacientes para outras cidades. “Trazer essa questão da alta complexidade para o hospital é muito importante. Por que isso coloca o hospital em outro patamar, tornando-o referência do Ministério da Saúde aqui na Região do Vale do Caí”, avalia o diretor.


 Antes do protocolo de AVC ser colocado em prática, os funcionários da casa de Saúde passaram por um momento de “apresentação”, realizado no refeitório da instituição pelo médico intensivista, Tiago Almeida Ramos. Segundo ele, o objetivo da apresentação é motivar a equipe de colaboradores do HM para que, com o corpo clínico e médicos, consigam ter sucesso no tratamento de AVC isquêmico. “Quanto mais tempo se passa, mais neurônios perdemos e mais chances dos danos serem permanentes”, enfatiza o médico.


 Na ocasião os colaboradores foram informados que a capacitação, para o cumprimento do protocolo, será realizada, separadamente, por setores.

  O futuro do Hospital Unimed Vale do Caí (HUVC) esteve em pauta, no dia que a instituição completou 17 anos. Isso porque diretoria, gerentes e lideranças da cooperativa reuniram-se para realizar a revisão do Planejamento Estratégico do HUVC, traçando os objetivos para o período de 2017-2019. O encontro ocorreu na última sexta-feira (31), na Sala de Reuniões da Associação Comercial e Industrial de Montenegro/Pareci Novo (ACI).

 

 Na abertura do evento, o presidente da Unimed Vale do Caí, Dr. Paulo Cesar Sehn, falou sobre a importância de realizar um Planejamento Estratégico especifico para o HUVC, mais complexo que a Operadora devido à diversidade de serviços e setores que compõem a estrutura do hospital. “O fato de possuir um hospital próprio alavanca a Unimed Vale do Caí”, destacou.

 

 Nessa edição do Planejamento Estratégico, os encontros foram divididos em duas sextas-feiras. No primeiro dia, foram apresentados os temas estratégicos: Gestão Hospitalar + Serviços Próprios; Gestão de Risco + Enfermagem; Corpo Clínico; Comissões; Gestão da Qualidade; Tecnologia da Informação; e Gestão de Pessoas + Competências Institucionais.

 

 Em seguida, foi realizada a análise da Matriz SWOT, que consolida as oportunidades, ameaças, pontos fortes e fracos. Logo após, o grupo realizou a revisão da Filosofia Empresarial, com validação do Negócio, da Visão Estratégica, da Missão e dos Valores e Crenças.

 

 A revisão do Planejamento Estratégico do HVUC terá continuidade na próxima sexta-feira, 7 de abril.

 

 

Foto/texto: Coord.de marketing Unimed VC

 O Chefe de Gabinete do Deputado Federal Danrlei de Deus, João Luís Grando (Joca), esteve em Montenegro trazendo boas notícias ao Hospital Montenegro. O deputado destinou emenda parlamentar no valor de R$ 500mil para a casa de saúde.


 Conforme Joca, Danrlei acompanha as dificuldades enfrentadas pelos hospitais do estado e sabe do esforço que o HM faz para não deixar os municípios da região sem atendimento, por isso, optou em aportar o recurso para a instituição. “É com grande alegria que a gente trás mais uma boa notícia para o Hospital Montenegro. A gente sabe das dificuldades que o Hospital Montenegro tem”, comentou.


 De acordo com o Diretor Administrativo do hospital, Carlos Batista da Silveira, a emenda já está cadastrada e possui destino certo. Os R$ 500mil serão aplicados na reforma e ampliação de leitos da ala de saúde mental. O local que atualmente possui 26 leitos passará a contar com 32. O projeto prevê investimento de R$ 1milhão. Carlos salienta que o deputado já se comprometeu a destinar novas emendas para dar continuidade ao trabalho.


 Além disso, Silveira destaca que em 2016 Danrlei já havia destinado uma emenda de R$ 400mil a qual empregou-se na compra de um arco em C, objeto utilizado em cirurgias neurológicas. Segundo ele, essa foi à primeira vez na história do HM que se acessou uma emenda parlamentar federal de forma direta, o mesmo que acontece agora com o novo valor. “O hospital já recebeu equipamentos através de comodato, da prefeitura e até do estado, mas sempre em comodato. De emenda parlamentar direto do orçamento da União para o hospital, essa foi a primeira vez”, reitera.


 O hospital está preparando uma equipe para acompanhar todo o processo envolvendo as emendas, desde o cadastramento até a prestação de contas. O objetivo é ter um processo contínuo de acesso às emendas e com isso promover melhorias para a casa de saúde. O diretor lembrou ainda de outras emendas indicadas ao HM, entre elas, uma valor de R$ 300mil do Deputado Pompeu de Mattos, que será utilizada para reformar 10 leitos na internação clínica. E também indicações, como por exemplo, a no valor R$ 250mil do Deputado Federal Ronaldo Nogueira, de R$ 190mil do Deputado Federal Cajar Nardes e uma de R$ 200mil do Deputado Estadual Elvino Bohn Gass.


 Participaram do encontro Nadir Borchardt Dias, representante da Ordem Auxiliadora das Senhoras Evangélicas (OASE), entidade mantenedora do HM, a Presidente do PSD Mulher de Montenegro, Kellen Ghiselli e o ex-Prefeito de São José do Sul, Anildo José Petry.

Página 2 de 2