Back to Top
site 7132   hyhy
Segunda, 18 Março 2019 11:55

Limpeza em vias públicas

Escrito por

No Bairro Cinco de Maio, trechos da Avenida Ernesto Pop, assim como a EMEI Maria Laurinda foram pontos atendidos e que estavam na programação do setor. Outra escola que também recebeu limpeza no dia de hoje foi a EMEI São Paulo. No bairro Timbaúva, a Pracinha em frente a rua José A. de Oliveira é outro local onde a equipe de roçada promoveu intervenções. Já na parte da manhã, a SMVSU coordenou limpezas da Rua Osvaldo Aranha, assim como na Rua Delfina Dias Ferraz, ambas no Bairro Olaria.(Foto:Acom)

Segunda, 18 Março 2019 11:52

Cidade deve ganhar um plano de arborização

Escrito por

Conforme Adriano Chagas, Secretário Municipal de Meio Ambiente de Montenegro, a atual Administração está interessada no desenvolvimento de um plano de arborização da cidade. “A falta de integração com elementos urbanos, como a fiação elétrica, rede de esgoto e de água vem gerando custos, devido à inexistência de um planejamento do sistema de arborização”, alertou o Secretário. Ele explicou que, visando estancar e reduzir este passivo, a prefeitura contratou profissional da Associação Brasileira de Botânica, que em novembro de 2017 ministrou um curso de dezesseis horas no município, e divulgou material sobre a arborização urbana. Atuando desde 1970 na área de urbanização urbana em Porto Alegre, ele foi responsável pelo Horto Florestal e o Jardim Botânico. (Foto:Acom Câmara)

Na noite dessa sexta-feira, 15, policiais rodoviários federais localizaram veículos de luxo roubados e submetralhadoras artesanais em uma fazenda na BR 386, em Nova Santa Rita.


Durante ação de combate à criminalidade, agentes da PRF localizaram sete caminhonetes escondidas em uma fazenda às margens da BR 386, em Nova Santa Rita. Todos os veículos foram roubados na região metropolitana de Porto Alegre recentemente. Alguns desses veículos já estavam clonados com placas de outros estados. Foram localizadas diversas ferramentas e muitas placas de outros automóveis com registro de roubo, sugerindo que o local vinha sendo utilizado para clonagem de veículos há meses.


Os agentes recuperaram quatro submetralhadoras de fabricação artesanal e localizaram material que seria empregado para construção de outros armamentos. Junto a esse material, os agentes recuperaram munição para armas de diversos calibres.(PRF/Talis Ferreira)

A construção de uma nova ponte para ligar Pareci Novo e Harmonia a São Sebastião do Caí tem sido motivo de muitas discussões. No Governo de Clóvis Duarte chegou a haver uma sinalização do Governo do Estado para a construção da dita ponte, mas os responsáveis acabaram voltando atrás.


Da Redação


Hoje é fundamental, para o desenvolvimento da região, que haja uma nova alternativa de acesso a São Sebastião do Caí. O município é um dos principais centros comerciais da região e as três pontes existentes só dificultam o acesso.


Os últimos exemplos mostram que é preciso que uma liderança estadual abrace e lute pela causa.


Recentemente, por exemplo, o Deputado Gilmar Sossella lutou pela liberação de R$ 3,3 milhões para a conclusão da recuperação da obra da ponte sobre o Rio Caí, no km 427 da BR-386. A obra na ponte entre Montenegro e Nova Santa Rita vinha causado extensos congestionamentos nos dois sentidos da rodovia desde outubro de 2016.


Durante dois anos, Sossella liderou ações em prol da finalização dos trabalhos de restauração da ponte sobre o Rio Caí. Foram mais de dez reuniões com representantes do Dnit, Casa Civil e Ministério dos Transportes, inclusive com próprio ministro da época, Valter Casimiro.(Foto: Histórias do Vale do Caí)

Sexta, 15 Março 2019 14:53

Por que precisamos de mais crianças Down?

Escrito por

Aleteia Video | 14 de Março de 2019


Episódio 6 da série Look Up - Histórias de Esperança


O mundo precisa de mais crianças como Chloe. Pura, alegre, gentil, nunca desprezou ou ofendeu uma colega. O mundo precisa de mais crianças como Chole. O mundo precisa de mais crianças com síndrome de Down, assim como ela.


Chloe tem hoje 16 anos e é sobrevivente da guilhotina do aborto: 90% são abortadas. Se fosse um animal, a Lei de Espécies em Risco de Extinção a teria protegido. Tal lei foi aprovada no mesmo ano em que o aborto foi legalizado.


https://pt.aleteia.org/2019/03/14/por-que-precisamos-de-mais-criancas-down/?utm_campaign=NL_pt&utm_source=daily_newsletter&utm_medium=mail&utm_content=NL_pt


Seu pai, Kurt, deixou a polícia para se tornar “a voz dos que não têm voz” (Provérbios 31,8), como é o caso das crianças doentes ainda na barriga de suas mães. Sua vida mudou para sempre, e agora com Chloe está tentando mudar a lei de seu Estado. “Essas crianças são uma bênção, um presente. Eu rezo para que chegue logo o dia em que acolhamos, e não eliminemos, essas crianças. Vamos acolhê-las e amá-las”.


Descubra outras histórias como esta


https://pt.aleteia.org/tag/historia-look-up/

Executivo Municipal teve audiência no Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, com as seguintes pautas: restauro do Seminário, rastreabilidade do citrus, a participação na Citrusflor e Festa Alemã, e a possibilidade de trazer escolas técnicas profissionalizantes federais a Pareci Novo.


Reuniram-se os Secretários Municipais José Carlos Barreto (Agricultura) e Antonio Gelci de Mello (Cultura), representando o Prefeito Oregino José Francisco (Prefeito Municipal), com Gabriel Affonso Assmann (Chefe de Gabinete do MAPA) representando Fernando Henrique Schwanke (Secretário de Agricultura Familiar e Cooperativismo), com a participação de Márcio de Andrade Madalena (Diretor de Cooperativismo e Acesso a Mercados).(Foto:Acom)

No final da década de 1980, a rua Ramiro Barcelos tinha aspecto bem diferente do atual. O primeiro prédio, à esquerda, é o do antiquíssimo armazém Griebler, recentemente demolido. Nele funcionavam a ótica Oftalmos e a loja A Barateira.


Da Redação


A foto foi feita a partir da calçada da Praça Rui Barbosa e o prédio ficava na esquina da Rua São João com a Ramiro Barcelos (na qual acontecia uma corrida). No outro lado da Rua São João se vê o prédio do antigo Hotel do Centro.


O comércio de Montenegro começava a utilizar placas de identificação chamativas. Vê-se, no térreo do prédio do hotel, uma placa da cerveja Antarctica e outra da Pepsi-Cola.


Mais ousado, é o outdoor que atravessa a Ramiro, fazendo propaganda das lojas A Barateira e Baccos. O trabalho foi desenvolvido pelo empresário Ciro Müller, proprietário das duas lojas. Na época, a Barateira tinha um garoto propaganda muito especial: um macaco.


Hoje seria difícil fazer uma corrida assim na Ramiro, pois ela poderia prejudicar o movimento das lojas.


O menino loiro que corre na frente é Júlio Cezar Licks Machado( Foto divulgada por Maria Teresa Licks Machado na página de Facebook Montenegro de Ontem/ Histórias do Vale do Caí)

O POE de Montenegro está realizando operação de patrulhamento e abordagens em diversos pontos e, na noite de quinta- feira, durante essa ação, na localidade de Passo Pimenta, no interior de um bar, foi abordado um indivíduo em atitude suspeita. Ao verificar no sistema, os militares perceberam que o mesmo tinha um mandado de prisão. Foi dado voz de prisão ao mesmo. (Talis Ferreira)

Nesta semana um escrivão e um delegado da Polícia Federal ouviram cerca de 40 pessoas envolvidas, de alguma forma, com a doação de campanha da chapa Aldana e Kadu no último pleito eleitoral. É o inquérito policial sobre suposta prática do delito de falsidade ideológica, artigo 350 do Código Eleitoral.


O STF assentou uma nova interpretação para restringir a aplicação do foro por prerrogativa de função apenas aos delitos praticados no exercício do cargo. Em função disso, no inquérito 54.79.2017.6.21.000, houve um despacho, em dezembro do ano passado, assinado pelo Desembargador Eleitoral, Roberto Carvalho Fraga em relação aos investigados Luiz Américo Alves Aldana e Carlos Eduardo Müller.


Tudo gira em torno da prestação de contas. Na época houve denúncia de que pessoas que apareciam como doadoras de campanha não tinham conhecimento de que eram, de fato, teriam doado algum valor para a chapa, que acabou vencendo o pleito municipal de 2016.


No seu despacho, o Desembargador Roberto Carvalho Fraga diz que “ em que pese o réu esteja novamente ocupando a chefia do Poder Executivo Municipal, trata-se de outro mandato, não relacionado e descontínuo daquele dos fatos, o que afasta a competência por prerrogativa de função, por simetria ao quando decidido pela Suprema Corte”. Ele declina também a competência para o juízo da primeira instância.
O GPC entrou em contato com o Prefeito Kadu e aguarda um retorno sobre o assunto.(Foto: O Triunfense)

O Melhor em Casa é um serviço indicado para pessoas que apresentam dificuldades temporárias ou definitivas de sair do espaço da casa para chegar até uma unidade de saúde, ou ainda para pessoas que estejam em situações nas quais a atenção domiciliar é a mais indicada para o seu tratamento. A atenção domiciliar visa a proporcionar ao paciente um cuidado mais próximo da rotina da família, evitando hospitalizações desnecessárias e diminuindo o risco de infecções, além de estar no aconchego do lar.


Da Redação


Segundo a Prefeitura Municipal de Montenegro, a contratação dos profissionais para programa Melhor em Casa foi realizada pelo Consórcio Cis Caí, que mantem com a prefeitura contrato para a aquisição de materiais e serviços.


O valor pago por cada serviço de fisioterapia é contado por sessão de atendimento e sai por R$ 27,00, segundo a prefeitura, com recursos federais. O fornecimento de fisioterapia domiciliar acontece dentro dos protocolos do próprio programa.


Segundo a prefeitura, o deslocamento para o serviço de fisioterapia é feito, na área urbana, com veículo próprio do profissional. Já na área rural é utilizado veículo da Secretaria Municipal de Saúde. Também é necessário que o profissional, para ser contratado, tenha CNPJ.(Foto: Prefeitura de Curitiba)

Página 1 de 140